LUTO

Não lamento e não estou indignado. Estou triste, muito triste. Vivo um luto pela sociedade e pela espécie humana. Vivo um luto pelos trabalhadores e trabalhadoras e pelo sistema político brasileiros. Vivo um luto pela banalização da vida, pela medíocre imprensa que divulga péssimos e fúteis valores. Vivo um luto pela falta de sensibilidade de nossos líderes e pelas mãos atadas de nossos pais, mães, professores e mestres com a (in)justiça brasileira. Lamento pelo seqüestro profissional e descaso institucional em que vivem algumas profissões, nele incluo a Odontologia.

Cara colega Cinthya Magaly Moutinho de Souza, por você, por nós, pela odontologia, eu estou triste.

(autor: Itamar F. Teixeira – cirurgião-dentista)

NICE DREAM

Sonhei com você.

É sempre tão fantástico quando isso acontece.

Dessa vez parecia que no meio de tudo abri os olhos e você estava deitado ao meu lado na minha cama com aquela cara de tonto e sorriso sarcástico.

Fiquei por um tempo deitada lembrando do sonho. Horas lembrando de você.

Sorri.

Só fui ficar triste não quando me dei conta que fora apenas um sonho surreal, mas sim quando mais uma vez percebi que se antes nunca aconteceu, daqui para frente as chances são quase nulas.

E então, chorei.

DESGUSTING

image

Fiquei lá, sentada naquela sala fria e bela, matutando pensamentos darwinianos e admirada com o potencial que as pessoas têm para ser frívolas, esnobes, prepotentes e dissimuladas. Não sei descrever o que senti: se era pena, nojo, desprezo, vergonha, decepção, repulsa, indignação. Mais um desencanto no país das maravilhas.

E me veio povoar os pensamentos novamente: ninguém é melhor do que ninguém. Ninguém. Só não sei porque tem gente que insiste tanto em ser pior que todo mundo.

NAO SEI

O meio tempo é o espaço de aprendizagem em nossas vidas quando as experiências não são objeto de julgamento, mas sim as oportunidades para aprendermos. É o momento em que temos coragem de dizer “ não sei“: não sei o que estou sentindo, não sei o que fazer, não sei como fazer.

Não sei, porém vou descobrir. Não sou de tomar decisões precipitadas só para escapar da dúvida, porque já fiz isso antes e me dei mal.

Quando você não está feliz onde está … vá!

Entretanto não sei porque não posso ir …

INICIO

Começo pelo fim e não pelo começo por minha ânsia estar no fim não no começo,   pois o começo não bem ao certo sei. E quando não sei invento pra satisfazer vaidades ou a insensatez.

Mas o fim, isso muito me interessa. Afinal indicará se terá valia o começo: se foi bom ou ruim, se será a versão mais lúdica ou a versão original, ou então nem versão será.

Dependendo do fim, não se perde tempo com o início de algo que não terá fim. Todavia me preocupo com o fim tanto que me esqueço que o início é mais importante, pois sem ele não dá para determinar o fim.

fim do começo do fim

E isso estou: DETERMINADA.

Determinada a criar um novo começo esquecendo que um dia vai ter fim.

AMIZADE

Pode ser que um dia deixemos de nos falar, mas enquanto houver amizade, faremos as pazes de novo.

Pode ser que um dia o tempo passe, mas se a amizade permanecer, um de outro se há-de lembrar.

Pode ser que um dia nos afastemos, mas se formos amigos de verdade, a amizade nos reaproximará.

Pode ser que um dia não mais existamos… mas, se ainda sobrar amizade, nasceremos de novo, um para o outro.

Pode ser que um dia tudo acabe, mas com a amizade construiremos tudo novamente, cada vez de forma diferente. Sendo único e inesquecível cada momento que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.

Há duas formas para viver a sua vida:

- Uma é acreditar que não existe milagre.

- A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.

image

( Albert Einstein)

FOREVER BLUE EYES

De repente me bateu uma saudade do teu sorriso, do teu olhar, do teu cheiro, do teu abraço, de nossos amassos, do primeiro hot dog, dos telefonemas, dos teus e-mails, da nossa história, do cavalo de pau, do chocolate mais doce, da carta de declaração, das carícias, dos longos 10 anos, de você me conduzir pela cintura, da troca de olhares profundos, de tudo que já senti por ti, das lágrimas que derrubei, dos sonhos que construí só, do primeiro beijo, da última noite, de mim quando gostava de ti… saudade

Copa 2006 36

Seus eterno olhos azuis

Entradas Mais Antigas Anteriores Próxima Entradas mais recentes

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 794 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: