MESTRES DO SORRISO

A Turma do Bem (TdB), rede de voluntariado especializado em tratamento odontológico, lança no próximo dia 12 de outubro o programa "Mestres do Sorriso", no canal "Discovery Home&Health". O programa, que vai ao ar às 23h50, vai mostrar as transformações físicas e psicológicas de jovens que tiveram seus sorrisos reconstruídos pelos profissionais que atuam na TdB. Nessa primeira temporada (com seis episódios), o público poderá acompanhar o tratamento de seis desses jovens que, em comum, têm sérios problemas bucais. A apresentação é do Dr. Fábio Bibancos, presidente-voluntário da Turma do Bem. O documentário acompanha o trabalho de dentistas voluntários que cuidam da saúde bucal de jovens e crianças carentes.

Classificada como uma OSCIP (organização da sociedade civil de interesse público) a TdB foi fundada em 2002. Com a missão de prover tratamento odontológico completo e gratuito para jovens carentes de 11 a 17 , em 11 países da América Latina e em Portugal. O principal projeto da TdB, o Dentista do Bem, já conta com 15 mil dentistas voluntários e 40 mil jovens beneficiados só no Brasil.

Mestres do Sorriso: 12 de outubro, sábado, às 23h50, no Discovery Home&Health.

image

A CONQUISTA DE MACHU PICCHU

Machu Picchu ago 2013 246

Imagem

ROCK IN RIO 2013

 

Rock in rio 2013 013

Rock in rio 2013 041

Rock in rio 2013 042

Rock in rio 2013 043

Rock in rio 2013 045

Rock in rio 2013 047

Rock in rio 2013 048

Rock in rio 2013 049

MENTES MESQUINHAS

Sempre desperto em mentes mesquinhas certas insensatez, talvez, quem sabe preciso distanciar-me de uns e outros! E acho isso uma tremenda injustiça. Não tenho culpa de ser quem sou, não tenho intenção nenhuma de minha existência incomodar ou causar constrangimentos. Gostaria sinceramente neste minuto passar despercebida pelo mundo… ignore-me vai e seja feliz!

AMOR IMPOSSÍVEL

Há tempos estou vivendo uma estória-de-amor-impossível que arrebenta a saúde: sei que não dá pé de jeito nenhum e não consigo me libertar.

image

LISTA

Bom humor.

Gente educada.

braço apertado.

Escrever.

Sorvete de flocos.

Gentileza.

Shampoo cheiroso.

Praia no final da tarde.

Minha família.

O bom e velho rock´n roll.

Livrarias.

Céu estrelado.

Ter saúde.

Cheiro de livro.

Almoço de domingo.

Ler à noite.

Olhar para o mar.

Vinho branco.

Gente leve.

Sapato novo.

Livro novo.

Brigadeiro quente na panela.

Ir ao cinema.

Filme bom.

Programas de índio (sim, eu sou estranha).

Gente humilde.

Viajar.2012 Maceió Janeiro 465

Pessoas que sabem elogiar.

Telefone no silencioso.

Receber um SMS fofo.

Filtro solar que não gruda.

Folha em branco.

Falta de frescura.

Ficar sem fazer nada (viva o ócio!).

Minhas amigas do peito (são poucas, acreditem).

Sentir o jeans mais largo.

Integridade.

Sair satisfeita do salão.

Acordar tarde aos sábados.

Pagar todas as contas do mês (e ainda sobrar dinheiro).

Pessoas que valorizam a arte.

Pessoas que gostam de ler.

Pessoas que incentivam a cultura no país.

Gente com atitude.

Gente otimista.

Homens bem resolvidos.

Mulheres que se valorizam.

Champagne gelada.

Conversar só com o olhar.

Beijo na boca.

Uns bons “amassos”.

Tour na drogaria .

Delivery.

Colecionar frases.

Andar no meio do mato.

Conversar com crianças (me divirto!).

Letras de música que falam por mim.

Lençol cheiroso na cama.

Um pouco de silêncio.

Casa limpinha.

Fazer um “ok” em todos os itens do dia na minha agenda (é raro, mas acontece).

Alto astral.

Pessoas autênticas.

Cafuné.

Ônibus (ou avião) vazio.

Ficar em casa.

Cantar sem saber a letra (meu hobby!).

Céu azul.

Conversar com gente inteligente.

Sentir-se em paz.

Sentir amor.

Sucrilhos

Ter fé (sempre!).

E o melhor: saber que essa lista apenas começou…

MEMORIES

Estava parada no semáforo a duas esquinas de casa, pensando em como o dia congelante de hoje parecia que não ia ter fim. Em minha frente um sinal: a placa do carro de uma cidade inusitada. Imediatamente veio-me um sorriso tímido. Poderia ser você.

E então comecei a lembrar de tudo. Dos tempos dos primórdios; da festa do vestido de bolinhas; do Kurt Coiban japonês do bar sertanejo; de nossa última conversa. Principalmente da parte onde eu descontrolei os pés do chão e gritei que largava tudo aqui pra ir por aí viver com você. E inconsequentemente eu repito:

- “POR VOCÊ EU DEIXARIA DE BEBER“

Exagerada?

Talvez.

Entretanto sempre disse que largaria esta terra que adoro tanto pra viver uma grande aventura de paixão ou amor. E quando te vejo esse desejo me é despertado. Mesmo você tendo esse jeito todo certinho de me deixar sem certeza de nada.

Queria saber o que fazer para convencê-lo a acreditar em nós. Queria desvendar o que se passa nesse seu coração de cirurgião.

Só sei que nesta história metade de mim é loucura e a outra é desejo de ser feliz afagada em deu peito.
Mesmo com nove dias sem respostas ainda não desisti, porque uma voz sussura que você vale muito a pena.

Entradas Mais Antigas Anteriores Próxima Entradas mais recentes

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 840 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: